Como instalar um sprinkler? Passo a passo!

Você está visualizando atualmente Como instalar um sprinkler? Passo a passo!
  • Última modificação do post:4 de outubro de 2023
  • Categoria do post:Artigos / Biblioteca

Saber como instalar um sprinkler é imprescindível para garantir o seu correto funcionamento. Afinal, embora a certificação e o controle de qualidade da fabricação do produto sejam muito importantes, o processo de instalação tem um papel determinante no funcionamento correto do sprinkler. 

Por isso, fizemos este conteúdo, com base nas informações trazidas pela Skop, a fim de lhe ajudar nessa tarefa importante. Acompanhe e saiba mais.

Passo a passo de como instalar um sprinkler

Para instalar um sprinkler corretamente é preciso considerar 4 fatores primordiais, são eles:

  1. Verificar se os fios de rosca estão livres de detritos;
  2. Aplicar fita teflon;
  3. Instalar o sprinkler e rosquear manualmente;
  4. Usar a chave de instalação adequada para finalizar.

Abaixo detalhamos cada uma dessas etapas. Continue lendo.

1. Verifique se os fios de rosca estão livres de detritos

O primeiro passo é verificar se os fios da rosca estão livres de detritos. Essa verificação garante que a instalação seja bem-sucedida, tendo em vista que resíduos e detritos podem prejudicar a vedação da rosca.

2. Aplique fita teflon

A fita teflon deve ser aplicada depois da verificação da rosca. Essa aplicação deve ser feita cinco ou seis vezes, sempre no sentido horário. 

Certifique-se de aplicar a fita de uma forma levemente apertada sobre os fios da rosca, mas sem exagerar na pressão que é colocada no local.  Observe se aparecem os relevos dos fios sob o teflon – essa é a métrica ideal para avaliar se a aplicação foi bem-sucedida.

3. Instale o sprinkler e aperte manualmente

Feito o preparo prévio, é hora de instalar o sprinkler e rosquear manualmente. Aqui, é preciso rosquear  até o limite possível, sem exagerar, novamente, na pressão que é colocada. É fundamental que seja respeitado o limite original.

4. Use a chave de instalação para finalizar

Por fim, com o auxílio de uma chave de instalação adequada, finalize o processo de instalação dando mais uma volta de 360 graus. 

Caso não seja possível dar essa volta, certifique-se de fazer o movimento até topar com o limite da conexão. Nesse caso, deve ser respeitado o que ocorrer primeiro.

Principais erros cometidos ao instalar

Agora que você já sabe como instalar um sprinkler, é preciso ficar atento aos erros que são cometidos nesse processo. 

Isto é, embora se trate de um processo relativamente simples, você precisa ter consciência de alguns equívocos que são bastante recorrentes, até nos profissionais mais experientes.

Assim você poderá se certificar de que o processo será plenamente qualificado. Veja:

1. Uso de ferramenta inadequada

Usar ferramentas inadequadas pode prejudicar o resultado da instalação. Veja algumas ferramentas que não podem ser usadas:

  • Chave de grifo;
  • Chave inglesa;
  • Chave de boca;
  • Alicate bomba d’água;
  • Alicate de pressão;
  • Entre outras.

Vale lembrar, ainda, que existem inúmeros modelos de sprinklers, e que é fundamental ficar atento ao modelo de chave ideal para cada caso, a fim de garantir a instalação adequada.

sextavado
sextavado
segurança contra incêndio

2. Uso de força excessiva

Quando a força de torque é excessiva, tanto no sextavado ou em locais como braços e obturador, a instalação pode ficar comprometida.

Além disso, o excesso de torque também pode acontecer por meio da utilização de canos de prolongamento do braço da chave de instalação. Fique atento quanto a isso na hora de instalar um sprinkler.

Vale ressaltar que o único ponto de aplicação de força moderada, durante a instalação, é o sextavado. Isso quer dizer que nenhuma outra parte pode receber força.

Veja ainda o que pode acontecer quando o uso da força e da ferramenta inadequada acontecem ao mesmo tempo:

Ferranenta inadequada
Ferramenta inadequada

3. Aplicação de força em local impróprio

Como mencionado acima, a aplicação deve sempre acontecer no sextavado, e sempre de uma forma equilibrada. Assim sendo, não é recomendado que a força seja aplicada em locais impróprios, pois isso pode resultar em danos e falhas na instalação.

Aplicação de força em local impróprio
Aplicação de força em local impróprio

4. Manter sobras de teflon ou aplicá-la ao contrário

Aplicar o teflon em sentido anti-horário, ou ainda, permitir que haja sobras da fita, pode prejudicar a instalação como um todo. 

Por isso, é fundamental que você se atente a isso na hora de aplicar a fita, focando na direção certa e garantindo que não haja sobras e excessos que venham a atrapalhar depois.

O que fazer se alguma das situações acima for detectada?

Se porventura você chegou até aqui depois de ter feito a instalação do sprinkler e percebeu que cometeu algum equívoco importante, recomendamos que você descarte o sprinkler. Isso porque essas situações podem abrir precedentes para problemas futuros, que podem ser imperceptíveis a olho nu.

Porém, os riscos provocados por esse tipo de falha e negligência são elevados, e não vale a pena “pagar para ver”. O ideal é investir em um equipamento novo e garantir que tudo seja instalado corretamente.

Conclusão

Instalar um sprinkler não é algo muito difícil. Inclusive, pode ser uma prática relativamente simples. Porém, existem alguns cuidados que devem ser levados em conta a fim de evitar que você acabe fazendo uma instalação inadequada, que prejudique o resultado final.

Por isso, atente-se às dicas que trouxemos no decorrer deste texto e, ainda, em caso de dúvidas, deixe o seu comentário para que possamos discutir mais sobre o assunto. Assim você garante um bom resultado!

www.guiasegci.com.br

Tutorial em vídeo de como instalar um sprinkler

Se você quer saber um pouco mais sobre como instalar um sprinkler, a fim de garantir que o resultado seja realmente de qualidade, veja este vídeo tutorial preparado pela Skop. Assim você poderá estudar todas as etapas da melhor forma possível, confira:

Este conteúdo foi desenvolvido em parceria com a Skop. As informações aqui contidas foram baseadas no artigo original da marca. Para acessá-lo, basta seguir neste link:

http://www.skop.com.br/2020/06/18/como-instalar-corretamente-um-sprinkler/

Legislações relacionadas a sistemas de chuveiros automáticos (sprinklers) disponíveis no Guia SEGCI

Decreto Estadual 63.911/2018 – Regulamento de Segurança contra incêndio das edificações.
Estabelece em quais edificações é obrigatória a instalação de sistema de chuveiros automáticos.

Instrução Técnica 01/2019 – Procedimentos Administrativos.
Estabelece a forma de apresentação de Projetos Técnicos com sistema de chuveiros automáticos.

Instrução Técnica 02/2019 – Conceitos básicos de segurança contra incêndio.

Instrução Técnica 03/2019 – Terminologia de segurança contra incêndio.

Instrução Técnica 04/2019 – Símbolos gráficos para projeto de segurança contra incêndio.

Instrução Técnica 23/2019 – Sistema de chuveiros automáticos.

Instrução Técnica 24/2019 – Sistema de chuveiros automáticos para áreas de depósito.

Instrução Técnica 25/2019 – Líquidos combustíveis e inflamáveis.

Instrução Técnica 43/2019 – Adaptação às normas de segurança contra incêndio – edificações existentes.

Portaria nº CCB-002/810/19 – Dispõe sobre as Instruções Técnicas do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo a que alude o Decreto Estadual nº 63.911, de 10 de dezembro de 2018.

Portaria nº CCB-021/800/20 – Dispõe sobre as correções das Instruções Técnicas do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo publicadas em 09 de abril de 2019, anexas à Portaria nº CCB-002/810/19.

Parecer Técnico nº CCB-001/800/19 – Utilização de chuveiro automático com fator K 28 para depósitos com armazenamento de até 15,00 m de altura.

Parecer Técnico nº CCB-006/800/20 – Utilização de chuveiro automático com fator k 22,4 para depósitos.

Parecer Técnico nº CCB-007/800/20 – Conexões e tubulação para chuveiros automáticos (sprinklers) com fixação tipo “crimpagem”.

ABNT NBR 16981:2021 – Proteção contra Incêndio em áreas de armazenamento em geral, por meio de sistemas de chuveiros automáticos.

Deixe um comentário