Guia SEGCI - Portal de Segurança Contra Incêndio

Você está em:
Parecer Técnico CCB-001/800/19 – Chuveiro automático fator K 28 para depósitos

Informações sobre o Parecer Técnico

Publicado no Diário Oficial do Estado de São Paulo, Poder Executivo – Seção I, pág. 15, de 12 de novembro de 2019.

 

POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO
Comando do Corpo de Bombeiros
Coordenadoria Operacional
Parecer Técnico nº CCB-001/800/19

Assunto

Utilização de chuveiro automático com fator K 28 para depósitos com armazenamento de até 15,00 m de altura.

Legislação de referência

Decreto Estadual 63.911 de 2018.

Documento de origem

Requerimento da empresa SECUR – Soluções no Combate a Incêndio.

Consulta

Possibilidade de aceitação do chuveiro automático tipo ESFR, pendente, de aplicação específica com fator K de 28, modelo VK514, de resposta rápida, com disparo mecânico tipo fusível (fusible link), para aplicação e proteção em depósitos para estocagem de mercadorias classes I a IV, com altura da cobertura de 16,50 metros e de armazenamento de até 15,00 metros.

Parecer Técnico

Considerando a apresentação e análise do Data Sheet 8.9 (versão revisada em julho de 2019) da FM Approvals, bem como demais documentos, comprovando a realização de testes do respectivo chuveiro automático e aprovação nas seguintes condições:

  • altura máxima do teto ou telhado de 16,50 metros;
  • altura máxima de armazenamento de 15,00 metros;
  • largura mínima de corredor entre as prateleiras de estocagem de 2,40 metros;
  • distância máxima entre o defletor e a parte inferior do teto de 0,35 metro;
  • armazenamento em pilha sólida, paletizado, em prateleiras, caixas tipo bin-box e em estruturas porta-paletes simples e duplas (observação: não permitido em estruturas porta-paletes com prateleiras sólidas e estruturas porta-paletes múltiplas);
  • classes de mercadorias I a IV e plástico não expandido acartonado (observação: não se aplica a plásticos expandidos em caixas de papelão ou a plásticos expostos);
  • dimensionamento de nove chuveiros automáticos mais desfavoráveis (três chuveiros nas três linhas de derivação mais remotas);
  • pressão mínima no chuveiro automático mais desfavorável de 5,50 bar;
  • tempo mínimo de 60 minutos para duração da reserva de incêndio do sistema.

Vistos e analisados os documentos apresentados, o Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo, por meio do Departamento de DSPCI, resolve aceitar no âmbito de suas atribuições, o uso do chuveiro automático tipo ESFR, fator K 28 (K400), com características similares as apresentadas, nas condições acima descritas.

 

Please follow and like us:
Pin Share

Venha participar da maior comunidade de segurança contra incêndio do Brasil.

Sumário